SOMOS ÍNDIOS
Douglas Skaramouch


Alguém...
De um lugar da terra;

Do passado...;
Um povo da floresta;
Talvez um punhado de barro moldado
Pelas mãos do criador.
Um pedaço da pedra lascado perdida no futuro.
Somos as cores do arco -iris dos banhados, mares, rios tortuosos e caudalosos rumo ao oceano.
Somos a chuva fresca que alimenta a terra;
Calor do sol brilhante;
Sorriso silencioso da lua cheia;
Somos a penumbra da selva densa;
Zunzunar dos insetos pelas clareiras das matas virgens;
As lágrimas das cascatas de água doce;
O vôo simples das pombas altaneiras de arrulhar penetrante.
Somos os sons harmoniosos dos cantos dos pássaros;
Os ventos uivantes entre vales e montanhas que fazem farfalhar os arbusto em nortadas.
Somos o balançar das folhas dos coqueiros pela brisa fresca e perfumada da aurora;
A beleza do desabrochar das flores da primavera;
Bater delicado das asas de uma borboleta ;
Somos a voz do cosmos;
O perfume da flor silvestre;
O poder de um criador
Somos a naturaza gigante,
Somos terra.
Sentimos frios;
Comemos;
Temos dor;
Choramos;
Somos seres humanos.
Somos índios.