O AMOR QUE VEIO AMAR

 

O Pai Amor decidiu morar aqui. Emanuel! Pois é! Ele vem morar com a gente e vem

com cara de gente restabelecer a esperança, definida no rosto de uma criança.Natal é isso. Mais que uma data, Natal é um estilo

novo de viver experimentando o céu na terra. Não necessariamente nessa ordem!

Natal é mistério no qual se mergulha para descobrir a presença do amor.

Natal é o amor que chegou entre nós. É o amor que só se responde com amor.

Então, viver quer dizer amor sem nada a mais pra dizer.

Amor com as mãos, amor com os pés, amor com os dedos,pernas e pele.

Amor com os braços que se abrem para amar num abraço.

De Dezembro a Janeiro, amor de corpo inteiro. 

Natal é o amor que surpreende. Amor que chama e acende a chama que transcende.

Amor que inspira, transborda e transpira.

Ao amor se responde com a vida de amor sem medida. Essa é a medida do amor.

O amor faz o ser se descobrir, sendo. Sendo amor, o ser comunga o Ser.

O amor é a comunhão do ser. Mais que dar amor somos chamados a ser amor.

Amor que faz crescer, sem nada significar,

sem nada explicar ou compreender. Simplesmente ser... Preencher,existir.

  Por amor, todo dia ser amor. Natal é o amor que sente, vê e ouve.

Amor que comunica. Amor em silencio que aquieta o coração e acaricia a alma.

Amor que permanece, amor que reconhece.

Amor de gente grande, de coração gigante e perto. Amor de sorriso aberto.

  Amor que descortina o horizonte, amor que se faz ponte.

Amor de mim pra mim, de mim pra você e de você pra mim.

 Amor que é amor é assim. Simplesmente, simples. Prometido e comprometido.

Natal é o amor que invade respeitando, que adentra acariciando e vai tomando o espaço

com leveza e enchendo a vida de beleza.

Amor que se doa, aceita e perdoa. Amor que desconhece para conhecer.

 Que nunca lembra por não ter o que esquecer.

Natal é o amor que não se pede, nem se dá porque já está. Natal é a volta pra casa para

que nunca mais se vá. Natal é a festa do amor.

 Amor pra se festejar.

Natal é o encontro do Amor com seus amores.

 

                            Pe Valdemar Cardoso

                                     



Respeite os Direitos Autorais