Carta de São Paulo aos cristãos de hoje

Se eu aprender inglês,francês espanhol,alemão e chinês
ou dezenas de outros idiomas,
mas não souber me comunicar como pessoa
de nada valem todas as minhas palavras.

Se eu concluir um curso superior,
andar de anel no dedo,
freqüentar cursos e mais cursos de atualização,
mas viver distante dos problemas do povo,
minha cultura não passa de inútil erudição.

Se eu morar no Norte,Nordeste,Centro,Sul ou Sudeste,
mas desconhecer os problemas e sofrimentos de minha região
e fugir para as férias em outro lugar e
nada fizer pela promoção do homem,
não sou cristão

Se eu possuir a melhor casa de minha rua,a roupa mais moderna,
e o sapato da moda e não lembrar que sou responsável
por aqueles que moram na minha cidade
andam de pés no chão e se cobrem de sujo e mulambo,
sou apenas um manequim colorido.

Se eu passar os fins de semana em festas,
bailes,farras e programas,
sem ver a fome,o desemprego,
o analfabetismo e a doença,
sem escutar o grito abafado do povo
que se arrasta à margem da história,
não sirvo para nada.

O cristão não foge dos desafios de sua época,
não fica de braços cruzados, de boca fechada e de cabeça vazia,
não tolera a injustiça,nem as desigualdades gritantes de nosso mundo.
Luta pela verdade e pela justiça com armas do amor.
O cristão não desanima nem desespera diante das derrotas e dificuldades,
porque sabe que a única coisa que vai sobrar de tudo isso é o AMOR

 

Cida Lopes do Kantinho da Mapa procura pelo autor