Meu pai


Meu pai era um homem maravilhoso.

Ele era muito alegre por isso sou alegre como ele.

Ele era muito bondoso com um coração enorme.

Hospedava em nossa casa os parentes doentes que vinham para

São Paulo em busca de médicos e de tratamento.

Gostava muito de cantar e vivia cantando em espanhol e em francês.

Teve uma vida muito sofrida, lutando contra sua própria doença,

 mas sempre ajudou a todos.

Lidia Martos Lopes